Notícias
recent

Ferrari não pertence mais à Fiat-Chrysler

Pela primeira vez desde 1969 a Ferrari não é controlada pela Fiat. Na manhã desta terça-feira (5), 80% das ações da marca italiana, que pertenciam ao conglomerado hoje formado pela Fiat-Chrysler Automobile, foram disponibilizadas no mercado financeiro por meio da bolsa de valores da Itália (MTA, na sigla em italiano).

Pela primeira vez desde 1969 a Ferrari não é controlada pela Fiat. Na manhã desta terça-feira (5), 80% das ações da marca italiana, que pertenciam ao conglomerado hoje formado pela Fiat-Chrysler Automobile, foram disponibilizadas no mercado financeiro por meio da bolsa de valores da Itália (MTA, na sigla em italiano).

A FCA já havia colocado 10% de suas ações sobre a Ferrari à venda na bolsa de valores de Nova York em outubro do ano passado, ao preço de US$ 52 o papel. Atualmente, o valor da ação caiu para US$ 48. Na bolsa italiana, o preço da Ferrari nesta terça é de 44,68 euros.

Embora o grupo ítalo-americano não detenha mais o controle sobre a Ferrari, a família Agnelli, antiga dona da Fiat, mantém-se como sócia majoritária da companhia de Maranello, com 24% das ações. O filho de Enzo Ferrari, Piero, continua com seus 10% de ações. Ambas as partes assinaram um acordo que previne qualquer empresa de adquirir a Ferrari de maneira hostil (ou seja, a família Agnelli será sempre a principal sócia).



Lobo Ucrânia

Lobo Ucrânia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário sobre este artigo!

Tecnologia do Blogger.