Notícias
recent

10 carros inovadores dos quais ninguém se lembra

01 Kadett GSi: painel digital do Kadett GSi era o mesmo utilizado no pioneiro Monza Classic

02 Em 1969, o Ford Galaxie LTD inaugurou por aqui a transmissão automática.

03 No passado, para-choque bom era de aço - e em geral cromado.

04 O facelift da Fiat Idea realizado em 2010 trouxe as primeiras lanternas com leds num nacional.

05 O Simca Chambord teve de 1964 a 1966 o comando de avanço do distribuidor no painel (à esq. do rádio).

06 Ao escolher um Monza Classic com injeção na linha 1991 (sim, ele ainda podia ter carburador), ganhava-se de brinde o painel de instrumentos digitais, o maior atrativo da versão top do então reestilizado sedã. Depois viriam o Kadett GSi 1992 e o Omega 3.0i 1993.

07 Ao escolher um Monza Classic com injeção na linha 1991 (sim, ele ainda podia ter carburador), ganhava-se de brinde o painel de instrumentos digitais, o maior atrativo da versão top do então reestilizado sedã. Depois viriam o Kadett GSi 1992 e o Omega 3.0i 1993.

08 Se o Romi-Isetta tinha teto inteiriço de lona para ajudar na ventilação (afinal ele não tinha janela), o VW Sedan 1200 1965 ofereceu o primeiro teto solar de fato.

O apelido Cornowagen espantou quem gostasse do opcional e fez muito dono de Fusca fechar a abertura.

09 Responda rápido: quem inaugurou o câmbio manual sem pedal da embreagem: Palio Citymatic ou Classe A?

Errou. Em 1964, a DKW já oferecia o sistema Saxomat. Composto por uma bomba a vácuo, era acionado por um interruptor na alavanca.

10 Além do primeiro CD player (opcional) entre os nacionais, o Chevrolet Omega, de 1992, dispunha de outro capricho digno de seu requinte: o porta-luvas refrigerado, que vinha só no modelo com ar-condicionado, que também não era de série.


Lobo Ucrânia

Lobo Ucrânia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário sobre este artigo!

Tecnologia do Blogger.